terça-feira, 21 de outubro de 2008

Rede Blog - A falta de uma imprensa decente em Campos e a 'obrigação' dos blogs em passar uma informação ágil e com credibilidade".


Penso que o princípio básico do jornalismo é buscar a verdade, da forma tão profunda quanto seja possível alcançá-la, servindo como uma espécie de auditor da sociedade. Para tanto, bem mais importante que a suposta imparcialidade, é dispor da independência indispensável ao exercício de um jornalismo crítico e honesto, tão difícil em nossa imprensa "tradicional".
Assim como na imprensa "tradicional" , o leitor dos blogs deve diferenciar quem realmente aposta na verdade jornalística, ou aquele que tem uma "missão" ou está direcionando suas postagens, pois o bom conteúdo é a base da blogosfera. Não vejo nada demais em algum blog que tende para "um lado" ou para o "outro". Cada um pode ter sua preferência, assim como na imprensa "tradicional".
O que não pode é haver mentiras e enganação. Cabe o leitor saber digerir e dar crédito ou não tal posicionamento. Imparcialidade é utopia. Cada blog tem seu perfil e isso é legítimo.
Proprietários de grandes empresas de comunicação mundo afora definem sua linha editorial e seus jornalistas empregados a cumprem. Assim também é nossa imprensa aqui na planície. Há quem diga que todos estão certos. O leitor escolhe, por afinidade, o que quer ler. O problema é que poucos leitores sabem diferenciar o que é opinião e o que é notícia.
Gostaria que tivéssemos uma imprensa mais sóbria. Que não faça que a sua vontade se torne notícia. Que noticie fatos e opiniões ao invés de interesses próprios.
Com a agilidade da internet, os blogs estão surgindo com muita força em Campos. Criar um blog é muito fácil, difícil é manter uma linha de conduta coerente e séria.

3 comentários:

Gervásio Neto disse...

Guga,
Mais uma vez parabéns pelo texto!!
Confesso que por conta da linha editorial que alguns jornais locais adotaram há algum tempo, acabo não tendo interesse em lê-los. Uma pena que a imprensa campista esteja, em sua maioria, contaminada. Que a blogosfera continue a trilhar esse caminho bacana!!! E Com menos "anônimos" que estão sempre dispostos a ofender e acusar pessoas sem provas reais.
Grande abraço desse leitor diário do seu espaço!!

Gervásio Neto disse...

Guga, lhe peço licença para reproduzir no seu espaço o texto que escrevi sobre o tema no meu blog:
"Esse é o tema escolhido pela Rede Blog para ser debatido hoje.
Assim como o Vitor Menenes, acho perigoso a generalização. Sem sombra de dúvidas, a imprensa escrita e falada em Campos nos tem dado exemplos vários de como não se deve agir. Acabaram por se transformar em reféns de dois grupos políticos, e com isso uma boa parcela da população encontra nos blogs a esperança da imparcialidade desejada. E fazendo parte do mundo blogueiro local há pouco tempo, acho um pouco exagerado o uso do termo "obrigação". Cada blog tem seu estilo e quem os escreve tem também todo o direito de expressar suas opiniões. Aqui em Campos temos para todos os gostos. Quando resolvi entrar nesse mundo, não imaginava que curtiria tanto. Tenho uma frustração por não ter terminado o curso de jornalismo e com o blog posso compensar um pouco isso.
Os blogs tem se transformado em ferramentas políticas eficazes. Nos EUA, Barack Obama tornou-se mais conhecido por causa dos vários blogs que apoiavam suas idéias. E aqui no Rio de Janeiro, um dos fatores primordiais para o crescimento de Gabeira foi a mobilização da blogosfera carioca que entendeu que ele pode ser o caminho para dias melhores na capital.
Aqui em Campos, os debates que ocorrem nos blogs são super válidos. Assim como esta idéia de discutirmos um tema todo dia 21. Já tivemos mobilizações bem bacanas como o "Chega de Palhaçada" e possivelmente outras virão.
Só acho que as pessoas devem tomar cuidado também com tudo que se lê na blogosfera. Não só com os textos dos blogueiros, mas também com os comentários que os muitos "anônimos" da cidade escrevem. Aliás....não sabia que Campos era uma cidade tão anônima assim!!!
Por fim, logicamente espera-se uma imprensa menos parcial e politiqueira e mais interessada nos interesses da sociedade. Só acho que infelizmente a mentalidade de muitos ainda não permite isso. Se temos uma imprensa que age desta forma, é porque existe um público que aceita e compra essa idéia. Basta ver as candidaturas do segundo turno.... "

Gustavo Rangel disse...

boa netão