sábado, 8 de novembro de 2008

Se a moda pega...


Vi essa ontem a noite na Band e fiquei assustado. O juiz Jayme Silvestre Corrêa Camargo, da 2ª Vara Criminal de Belo Horizonte, recebeu em seu gabinete um pedido, no mínimo esquisito.
É que um larápio que se chama Wanderson Rodrigues de Freitas, entrou na justiça contra sua vítima. Isso mesmo, contra sua vítima. O vagabundo tentou roubar a padaria de Márcio Madureira Vieira que saiu no braço com o ladrão e depois de muitos chutes e pescotapas (gíria da minha infância que significa tapa no pescoço...rsrsrs) prendeu o meliante até a chegada da polícia.
Depois de encarcerado o ladrão se achou no direito de entrar na justiça contra o comerciante alegando ter sido muito mau tratado pela vítima.
Além da cara-de-pau do ladrão foi quase hilário ver as explicações do advogado "Dr" José Luiz Oliva Silveira Campos que aceitou a causa e todo sem graça disse na entrevista que "a ninguém é dado o direito de fazer justiça com as próprias mãos". Perguntado pelo repórter se todo ladrão tomasse tal atitude o seu "dotô" rodou, rodou, deu uma risadinha sem graça e não disse nada com nada.
Ou seja, o ladrão deveria ter sido recebido pela vítima com um bom dia, um cafezinho e um pãozinho na chapa? Faça-me o favor!!!
Ah, esse Brasil ainda não está perdido. O juiz negou o pedido do ladrão e considerou um deboche à justiça brasileira. Menos mal.

Um comentário:

Gervásio Neto disse...

Grande Guga!!!
para postar num sábado tinha que ser algo bacana!!!!

abração