terça-feira, 18 de novembro de 2008

Motoristas terceirizados protestam

Motoristas terceirizados protestam contra as demissões em frente ao Ministério Público agora pela manhã.
video

2 comentários:

Imbeloni disse...

TRT MANTÉM TERCEIRIZADOS FORA: HOJE NÃO TEREMOS OS SERVIÇOS DE AMBULÂNCIA.

Enquanto os motoristas terceirizados da área de saúde da Prefeitura de Campos organizam um protesto hoje para sensibilizar a população sobre a demissão de 850 contratados, o município perde na justiça, um pedido de permanência de 60% dos trabalhadores em atividade e a volta de 40% que foram demitidos. O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) do Rio negou ontem, o pedido de liminar apresentado pela Procuradoria Geral do Município. Com isso, fica mantida a decisão do juiz do Trabalho Roberto Alonso Gago, que, em 5 de novembro último, determinou a demissão dos quase 16 mil terceirizados de Campos. A Prefeitura tem outro recurso, mas no Supremo Tribunal Federal (STF). Foi o ministro do STF, Joaquim Barbosa, que, em 1º de outubro, determinou a volta dos terceirizados até avaliação final da questão, o que foi contestado pelo Ministério Público Estadual e do Trabalho.
Hoje, os postos de saúde amanhecem sem o serviço de ambulâncias. A paralisação afetará o transporte de pacientes acamados e idosos que estão em tratamento de hemodiálise, fisioterapia, entre outros. No entanto, as ambulâncias dos postos 24 horas e os resgates estarão de plantão.
A demissão de 16 mil terceirizados no município são em cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado pelo município, Ministério Público do Trabalho e Ministério Público Estadual e homologado na 2ª Vara do Trabalho, após decisão da juíza Aline Tinoco Boechat, em ação civil pública proposta pelo MPT. A finalidade é regularizar o quadro de funcionários da Prefeitura, por não ter realizado concurso público recentemente.
Segundo a secretaria municipal de Saúde, a decisão judicial provoca sérios transtornos com a redução de pessoal, afetando alguns dos serviços oferecidos.

FONTE- FOLHA DA MANHÃ.

pvitor disse...

Infelizmente ainda tem certas Secretarias que dependem dos terceirizados para continuar funcionando, mas tudo tem que ser avaliado com critérios e ética.