segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Como tirar doce de criança


Podem me chamar de corneteiro, mas a seleção não me convenceu. Não nego que o selecionado de Dunga fez uma boa partida, mas quero ver darmos um chocolate em um time de verdade. O Chile é um pouco melhor que o Vietnã e Cingapura, mas não deve servir de parâmetro para uma seleção cinco vezes campeã mundial. Nesta quarta é a vez de outra "baba do quiabo", a Bolívia. Que venham os hermanos e até mesmo os paraguaios. Aí sim, veremos se o time de Dunga tomou jeito. Por enquanto, sigo com um pé atrás, principalmete enquanto o "malabarista" Ronaldinho Gaúcho estiver como titular.

2 comentários:

Gervásio Neto disse...

Falou e disse amigo Guga!!!!Com aquela zaga até eu fazia a festa...rsrs..E contra a Bolívia, a Seleção jogando no gramado sagrado do Engenhão, onde desfilam a classe de Lúcio Flávio, a raça de Túlio e Diguinho e a loucura do Carlos Alberto, o escrete canarinho pode se inspirar e dar um chocolate de verdade!!!
Aproveito para te questionar sobre a decisão dos comissários de pista ontem na F-1. Achei um absurdo!!! Um tremenda sacanagem com o Lewis...e vc, nobre amigo??
Saudações do G-4!!

claudiokezen disse...

Concordo contigo, Gustavo. Bem escrito.