sexta-feira, 13 de junho de 2008

Dicionário "Campistês"


Para quem mora em Campos há pouco tempo, ou está de passagem, é bom saber o significado de algumas palavras para facilitar a comunicação.

Cabrunco - expressão usada para dar uma entonação mais forte a determinada coisa, no sentido bom ou ruim. Deriva de "carbúnculo", doença bovina. Ex: O cigarro faz um mal do cabrunco; Ronaldinho é o cabrunco com a bola nos pés!
Coisar - verbo usado para substituir outro, esquecido momentaneamente. Ex: Você tem que coisar o documento (autenticar, por exemplo).
Lamparão (xingamento)- desgraçado, coisa ruim, filho de boa mãe...,
Cuiudo - chute forte (futebol)
Dijaoje - desde já hoje; desde hoje cedo
Engomador - ferro elétrico
Enxugador - toalha de banho
Lambreta - sandália de dedo, tipo "havaianas"
Pocar - estourar, quebrar, espoucar. Ex: a lâmpada caiu no chão e pocou; Os fogos de artifício pocaram por dois minutos.
Queimar no golpe - ficar danado da vida com algúem, morrendo de raiva. Ex: Eu queimei no golpe com Ronaldinho na final da Copa da França!...
Romper - passar por determinado lugar, mesmo que não seja estreito

Outra boa dica de leitura e risadas é o livro do professor Alano Barcelos, "A Linguagem da Baixada Goitacá". Aqui vão alguns exemplos extraídos do livro do professor Álano, campista e lingüista de boa cepa:

Estracafaia ou Tracafaia - Briga corporal;
Tremoso - trêmulo;
Tutanudo - inteligente, capaz;
Gingo - teimoso;
Destroncadura - fratura, luxação;
Desgrama - mal acontecido, insucesso;
Boca-fria - cobra;
Cachepite - dinheiro;
Alvoroçado - animal no cio;

Um comentário:

Xacal disse...

ótimo...!
grande sacada...!